quinta-feira, 4 de julho de 2013

Da série: guardado desde 2010 - Que visão inocente do amor!

Oi, como foi o seu dia hoje ? lembrou de alguém ? Pensou em mim ? Com certeza não. Você estava ocupado escolhendo as meias mais apropriadas para usar, ou talvez estivesse sofrendo em escolher qual camisa vestir.

Esse discurso de casal perfeito, vivendo uma vida perfeita, com seus dentes brancos e comerciais de margarina. Conta outra!

Quem é que gosta de ser feliz o tempo todo?!

Eu acredito que as pessoas um dia tropeçam e caem de cara no chão, e dali  dois minutos se dão conta de que tudo o que estavam fazendo durante sua vida estava errado, e claro, começam a acertar.

 Sou do tipo ' a esperança é a última que morre', mas, só quando outra coisa não morre primeiro.

Acho que quando era pequena nunca tive tempo de ler os contos cheios de bichos falantes e finais felizes. Eu estava ocupada sempre falando com formigas.

Ironia do destino você se pegar escrevendo coisas que deseja que outras pessoas leiam e acreditem...

Será que existe mesmo felicidade a dois ? Deve existir. Senão meus bisavós não estariam casados há duzentos anos e honrado a bendita frase: "Até que a morte os separe".

Ou não.

 Mundo doido esse onde um depende de "ser dois" para ser um completo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário