sexta-feira, 30 de abril de 2010

Salivando um beijo teu


É aquela coisa de toque, olhar, e quando volta pro mundo real as bocas já estão juntas, as pernas contraídas, os músculos pulsando, você me envolvendo. . .
O perfume fica mais forte, a alça da blusa cai, o arrepio sobe a coluna, o desejo em espiral contornando suas reações.
Suspiro.
Solta esse cabelo, me empurra pro sofá, respira fundo e me pede pra parar!
É como na música : "Me ensina a solidão de ser só dois" , eu não vou me importar!
Pode despir seus sentimentos, pode se soltar e se afogar no seu copo de vodka.
E volta aquele clima, o ar pesado, o som abafado, o ruído dos carros já nem entra pela janela, e você ali, eu ali, nós dois...
A alça da blusa volta subir, denovo a coisa de olhar, simulando uma cena qualquer , me induzindo, me comprometendo.
Me enfeitiça, perco as rédeas, mal sei o que falar.
Outro Suspiro.
Só me beije, Só me beije! Não sabemos mesmo onde isso pode acabar.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Mais uma de Peter Pan



Quero discordar de todas as pessoas que não abrem as janelas da alma para novas possibilidades.
Existe um mundo esperando por nós, existe um caminho cheio de curvas pra seguir, e enquanto os perfeitos continuam parados exaltando sua perfeição, alguns que mal sabem o porque de existirem seguem em frente e descobrem tudo o que de mais incrível a vida pode proporcionar.
Eu já citei que amo Peter Pan ?! com certeza sim.
Os pensamentos corajosos dele são a minha maior inspiração, e hoje eu senti arrepios estranhos ao ler uma frase única (no meio de tantas outras frases únicas) que falava pouco, mas falava tudo : VIVER SERIA UMA AVENTURA INCRÍVEL!
Então porque morrer enquanto você pode viver intensamente cada minuto ?
O tempo está passando, você está ficando amarelado, jajá cairá da árvore...
Então pra que perder tanto tempo com lamentações, injúrias e rancor, por que a gente não sai e se diverte um pouco ?
Renove sua pele.
Viver pode e deve ser uma aventura incrível. Tem que ser !
Quantos bons partiram tão jovens e queriam nesse instante estar ocupando o seu lugar ou o meu ...
Pra que desperdiçar vida ?!
Eu continuo dizendo que Peter Pan é um gênio!
E no mais, pode não fazer nenhum sentido uma postagem que te manda viver, então, continue com seu ciclo vicioso onde a sua existência hora ou outra vai virar pó.
Enquanto muitos se permitem viciar em algo chamado felicidade.
Espero que Peter Pan leia isso.


Pra você Guardei o Amor - Nando Reis



Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vem dos meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar
Pra você, Bá

quarta-feira, 28 de abril de 2010

escala de cinza.


Que dia lindo !
O céu está nublado, todo cheio de tons de cinza, um friozinho tímido ameaça chegar e as pessoas na rua começam a se vestir de forma mais séria, mais escura, menos nude.
Nas ruas depois das dez, uma névoa fininha vai rodear as casas, esfumaçar os carros e fazer tudo ficar mais quieto, sem cor, menos agitado.
Eu sinceramente sempre preferi o frio, os casacos, as botas e luvas.
Nunca gostei do sol queimando o meu bom humor.
Gosto dessa chuva fininha que começou a cair, adoro quando todo mundo fica dentro de casa assistindo um filme antigo, comendo pipoca, tomando um capuccino.
Que dia lindo!
Ouvi um trovão baixinho, acho que a chuva tá perdendo o medo de cair...
Então que venha, o frio, a chuva, e tudo o que de mais gelado há!
Não há quem viva só de dias de sol.

terça-feira, 27 de abril de 2010

The (After) Life Of The Party


São exatamente 23h e ainda não sei o que vestir, então vou colocar aquele mesmo tênis sujo de sempre e uma blusa qualquer que brilhe com a pulsação das luzes negras.
Eu nunca me lembro com que eu roupa eu saí até que eu acordo no outro dia, no chão do quarto, com elas espalhadas por todo lugar.
Acho que vou complementar, as pérolas me dariam um ar de moça séria, ou de ninfomaníaca escondida, vou usá-las, o significado vai ficar pra ser decidido por quem olha.
Me disseram uma vez : 'Hey! por que você não usa um salto alto ?' , eu pouco sincera respondi ' Por que nem cinderela aguentou dançar a noite toda com seu sapato de cristal' .
Não tenho meias iguais, então, vou sem elas.
Não posso esquecer a carteira, os cigarros que me custaram 7,85 e muito menos minha dose diária de coragem.
Bom, agora já estou na porta dessa boate insana, que maravilha sentir o cheiro de loucura que sai pelas rachaduras da parede, como eu me sinto bem com todos esses sons e essências misturados, mixados, totalmente impregnados.
Olho no relógio, aquele com o vidro parcialmente rachado, já passam das 3h, não quero chegar depois das 5h outra vez.
Eu ainda sinto os mesmo arrepios enquanto os ponteiros caminham pro sol nascer, eu mal sinto minhas pernas, mas sinto todas as outras pernas ao meu redor.
6 da manhã, me atrasei outra vez.
Tiro o tênis, ando algumas quadras, perdi minhas chaves, pulo o muro e entro pela janela do quarto da minha irmã mais nova, tropeço no gato dela, rio baixinho, vou pro quarto, me jogo no chão.
Duas da tarde, acordo suada, tudo girando, toda borrada, olho pro lado e todas as roupas no chão, começo a rir...
Pra onde eu vou hoje ?

ativa again.


I BACK!

Depois de 4 dias sem postar eu percebi o quanto a internet influencia a minha vida.
Eu praticamente morri por 4 dias enquanto os funcionários do speed riam da minha cara.
Enfim, não é disso que quero falar.
Por experiência própria durante essas 96 horas que eu estive incomunicável, percebi que a vida virtual as vezes se torna a vida real... díficil né ?! vamos simplificar...
Eu senti mais falta de trocar 'oi tudo bem ' com meus parceiros de orkut, do que qualquer outra coisa no mundo, me dava arrepios imaginar que eu estava sentada sem fazer nada enquanto o meu pequeno e inocente Diário online estava as moscas, e mais, serviu pra ver o quanto a internet acaba sem querer levando as pessoas de perto pra longe.
Eu passo horas aqui, e sei que não é vício, é sobrevivência.
Hoje mesmo, recebi um pedido de desculpas por depoimento, SANTA TECNOLOGIA! As pessoas não precisam ao menos olhar no teu olho pra mostrar arrependimento.
E quanto as declarações de amor ? as brigas ? as fofocas, e principalmente coisas que inventam ?
É, a Internet é realmente uma bela invenção do homem.
Não nego que prefiro duas horas na frente desse monstro chamado 'mundo virtual' do que uma barra de chocolate das mais caras.
É o mundo girando denovo, e onde será que vamos parar ?!
Eu espero nunca parar.
Bom, só queria dizer que VOLTEI, não que isso interesse a alguem, mas é que me sinto muito importante aqui, muito viva, mais viva do que na vida real.
E pra quem estava ontem na aula de uma 'louca' chamada Paula Piotto, vai entender o que eu falo, afinal : o que é real ?
mudando um pouco : onde você existe, na internet ou na realidade ? e quem te garante que a realidade não está dentro dessa tela a qual você olha agora ?!
Melhor parar!
enfim, viva a internet e todo o prazer que ela trás, seja ele qualquer que for.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Destitulado.


O que a gente aguenta por amor ? Até onde vai a paciência e quantas vezes você passa do seu limite por amor ?
Que droga é essa de gostar de alguém a ponto de se fazer muda, surda e cega só pra não magoar, só pra tudo ficar bem no final...
As vezes é difícil engolir o orgulho, principalmente pra pessoas como eu.
Eu acredito na teoria de que amar é se entregar por inteiro sim, mas não que é você ser escravo da outra pessoa a ponto de esquecer sua identidade, fugir dos teus princípios e pior de tudo, viver sempre na dúvida, sabendo que o outro não deposita em você um centésimo de confiança.
É estranho você se dedicar durante 11 meses, e depois ainda ouvir coisas do tipo 'não sei o que você sente', que resposta dar pra isso?!
God.
Tem horas que dá vontade de largar mão, mas existe um músculo inconsciente dentro de mim que não deixa, e por mais que eu tenha aprendido que não existem sentimentos no coração e que todas as sensações estão no cérebro, eu prefiro fingir que é esse coração idiota que eu tenho que me deixa boba assim, e não admitir que sou burra;
Isso é um desabafo mesmo, e fuck all pro que vão pensar.
Ninguém vive só de textos bonitos, e nem é essa a imagem que eu quero passar.
Espero resolver TUDO hoje, porque eu não sou do tipo de perder tempo com coisas que não valham a pena.
Sem mais.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

shit.


Essa noite, um monstro gigante comeu minha inspiração.
Já li duzentas notícias e não consigo argumentar sobre nenhuma delas.
Sei que hoje, 22 de abril de 2010, é dia da Terra e no Taiwan tem um balão imenso cheio de gás carbônico exposto como forma de protesto ao aquecimento global, sei que hoje o Brasil completa 510 anos, sei também que os estilistas por aí a fora estão dando dicas de como combinar leggins e sapatilhas e tantas outras coisas, em tantos outros mundos.
Meu dia tem tudo pra ser a mesma coisa de sempre.
Bom, pra não dizer que esse dia está tão comum, um satélite fotografou uma explosão no sol, enquanto uma nuvem de gafanhotos assusta na Austrália.
É, a Terra não para de girar, as coisas não param de acontecer.
Melhor assim.
Mesmo sem inspiração nenhuma, e sabendo que essa porcaria de post está trazendo tudo o que a maioria das pessoas já deve estar consciente ( ou pelo menos deveria!), vou continuar aqui, esperando que a minha inspiração tenha ido pra Europa, (já que os aviões estão voando denovo) e vai voltar quando eu menos esperar...

terça-feira, 20 de abril de 2010

Peter give me a ride?


'Eu não quero ser adulto', disse Peter Pan tentando contrariar o tempo, e depois, fugiu mais uma vez para a Terra do Nunca.

Pra que ser adulto ?
Pra ter que decidir entre um corrupto e outro, pra poder comprar armas e legalizá-las, pra poder beber e comprar cigarros nos bares das esquinas, pra levar uma criança até a janela do seu apartamento e simplesmente jogá-la de lá. Acho que essa é a resposta mais cabível, mais esperta a se dar.
Eu quero ir pra Terra do Nunca também, e não sair mais de lá.
Não tem explicação pra tanta crueldade, tanta burrice e mais, não tem explicação pra tudo isso ser exposto como uma grande conquista evolutiva. É uma insanidade sem tamanho dizer que o homem, com barba, direito de ir e vir, ainda é tão peculiar.
Vamos simplificar:
Deveríamos nascer velhos, na melhor fase da vida nos tornarmos adolescentes fortes e com experiência suficiente pra não fazer 'cagada' alguma, e morrer definitivamente criança, sem ódio, sem culpa...
Deveríamos seguir o exemplo de Benjamin Button, quem sabe a vida seria mais bonita, e aos 67 anos ninguém falaria a frase : Que falta sinto dos meus 18.
Ah Peter, me abraça e me leva com você ...
Não quero envelhecer tão rápido assim, não quero ser mais um exemplar da espécie mais ridícula da face da Terra.
Já se passaram 19 anos, e eu ainda espero ansiosa todas as noites.
Não me critique por acreditar nessa história de viver jovem pra sempre numa terra perdida, não tenho culpa se os liftings não vão atingir os resultados esperados, e se os botox e 'arrumox' não são suficientes pra impedir que o tempo passe pra mim e pra todos nós...
Por isso eu quero saber Peter, se ainda tenho chances de dormir hoje, e acordar amanhã morando dentro da casca da maior árvore...
Espero que a loucura ainda não tenha me dominado completamente, e espero sinceramente, que eu não seja a única a desejar um 'forever young'.

GRRRW


E coisas assim provam que o homem mais uma vez não usa nem 10% da capacidade de seu cérebro.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

1686 metros.


Estive pensando ...
A gente pode ser feliz com ão pouco, basta sentar no alto de uma montanha,ouvindo qualquer coisa da Pink,óculos de sol, cabelo solto, e só ... Dá pra ser feliz com tão pouco!
Descobri isso subindo exatamente 1686 metros de altura, e sentindo uma vontade imensa de nunca mais descer de lá.
Era vento, Era sol, Era livre !
Era tudo ao mesmo tempo passando pela cabeça, e era um silêncio tão anormal, uma sensação de poder respirar de verdade.
Eu queria ter me jogado de lá de cima, não pra cometer um suicídio louco, mas pra ter a sensação de estar caindo, aquele friozinho na barriga, aquela coisa de chegar lá embaixo só pra subir denovo!
Ah que loucura, eu sei!
eu fiquei ali, meia hora ... uma hora... duas horas...
Eu ficaria ali um dia, dois dias, a vida toda!
Essa bagunça toda daqui já não me satisfaz, esse barulho todo e essas buzinas insanas que perturbam meu sono, não, não me satisfazem.
eu realmente queria estar sempre a 1686 metros longe do chão, pra poder pensar em paz sem que nada me atrapalhasse, e ficar olhando só para o horizonte não me incomodaria nem por um segundo.
Eu continuaria ouvindo minhas músicas doidas que variam entre o blues e o rock, continuaria bebendo, comendo e respirando aqueles 1686 metros...

sábado, 17 de abril de 2010

Se eu fosse Alice ...

  • Eu não beberia aquele frasco de coisa escrito 'Beba-me', no mundo de hoje, aquilo facilmente seria uma bebida com 'boa noite cinderela' e alguém me levaria pra um motel chulo, e provavelmente eu não ia me lembrar de nada.
  • Eu não seguiria um coelho branco, na certa é algum pedófilo tentando me seduzir até um ponto fechado da floresta pra fazer de mim mais uma vítima.
  • Eu JAMAIS escutaria conselhos de um gato risonho num tronco de árvore, no mínimo ele está drogado, ou eu.
  • Não daria atenção à um chapeleiro louco bebendo seu 'chá', vai saber se aquilo realmente é chá.
  • Não enfrentaria uma pessoa, que se acha rainha, e se veste com baralho, no mínimo é uma velha senhora frustrada, viciada em jogo e atolada em dívidas.
  • Se eu fosse Alice, ouviria mais Rolling Stones, andaria menos com a minha irmã mais velha, não acreditaria em contos de fadas... Eu seria uma péssima Alice!

Ne me Quittes pas.


Hoje não vou precisar abraçar o travesseiro enquanto durmo, nem mesmo vou me afastar pro canto da cama, quase colada na parede pra fingir que seu corpo está ocupando o resto do colchão.
Que bom vai ser acordar de madrugada com esse seu 'ronronar' tão único, com essa sua coisa de acordar várias vezes pra me abraçar com medo de que eu fuja dali !
Eu não acreditava em amor, até que um dia você veio e me mostrou como é bom andar junto, rir junto, sonhar junto, ser um .
Não sou das melhores pessoas pra se apegar, e você vive repetindo isso pra mim mesmo que em pensamento, mas, Quem liga não é mesmo ?! a melhor coisa da vida é querer aquilo que não se deve ter!
Eu sei que repeti várias vezes a insanidade de que eu jamais me apaixonaria, mas menti pra mim, e você veio assim com esse vício doido de me fazer feliz, que chega a me castigar! Afinal, eu sei que não retribuo com a mesma intensidade.
Isso não significa que eu a ame menos.
Porque eu amo, e amo sem saber as medidas, amo sem saber disfarçar ... e como sofro toda vez que disfarço!
Eu queria te roubar dos teus pais menina!
Eu queria te prender lá no alto do Everest!
Eu queria você pra mim, hoje a noite, amanhã de manhã, durante o dia, e mais um pouco ...
Por isso eu te peço, humildezinho, quietinho e de mansinho, sussurrando no seu ouvido enquanto toco a sua nuca :
- Ne me quittes pas !
- Ne me quittes pas !
- Ne me quittes pas !

sexta-feira, 16 de abril de 2010

A Sombra.


Pra que dissimular?
Se ela me segue aonde quer que eu vá
Melhor encarar
E aprender com ela a caminhar
Não vou mais negar
Por todo caminho minha sombra está
Eu quero saber me querer
Com toda beleza e abominação
Que há em mim
Isso nunca se desfaz
Enquanto há desejo não há paz
Isso nunca se desfaz
Enquanto há desejo não há paz

quinta-feira, 15 de abril de 2010

E essa confusão do mundo ...

"O desejo de tomar remédios é talvez a principal caracteristica que
distingue o Homem dos animais"
(William Osker)

Eu assisto tudo de camarote.
Não entendo o fato de seres humanos, julgados racionais, os famosos seres com polegares, os donos do mundo e blá blá blá, serem os mesmo seres ridículos que se desprezam a tal ponto de se matarem, não utilizar essa maldita massa chamada de cérebro pra NA-DA.
Acredita-se que os dinossauros foram extintos devido a uma grande explosão, eu penso que eles praticaram um suicídio em massa. Eu faria o mesmo se soubesse que os homens iriam governar a Terra dessa forma selvagem.
Eu odeio as fotos dos pets com esmalte nas unhas, eu odeio ver as notícias de enchentes, com aquelas famílias chorando e jogando a culpa na chuva que insiste em ser forte, quando a culpa de tudo isso é da irresponsabilidade daqueles que elegemos como nossos líderes e por fim, te colocam pra morar em um morro qualquer onde o primeiro chuvisco leva embora tudo o que era teu.
Ah mundo estranho! Ah natureza revoltada !
Se eu pudesse, povoaria a Terra novamente, sem a nossa raça, ou melhor, com a nossa espécie presa nos zoológicos, que tal um humanológico, ou sei lá ... não faz diferença.
Não vou pedir pra plantar árvores, reciclar seus lixos ou parar de poluir os rios, vou deixar pra lá, vou fazer a minha parte e me orgulhar de saber que eu uso meu cérebro e meus polegares.
Mais uma coisa, ai de quem criticar os ambientalistas, ai de quem ousar citar que isso é rídiculo, afinal, rídiculo será seu voto em outubro, mais uma vez castigando a sua existência, QUERIDO.
Revoltei, é.


quarta-feira, 14 de abril de 2010

Pobres destes rapazes que tentam me fazer feliz!


Ouvindo Linda Rosa - Maria Gadu.

Como é lindo quando se decide gostar de tudo aquilo que os outros não gostam! nem me importo.
Hoje não fiz nada de interessante, logo não tenho nada pra contar :) por esse motivo vou citar mais uma vez que estou ouvindo linda rosa, e tem uma frase, ( e que frase ! ) que fala 'escolha feita inconsciente'... isso me lembra tanta coisa.
Me lembra uma tarde, caminhando pra casa de um amigo onde a gente resolveu não mais gostar do que deveríamos, se é que me entende...
Me lembra quando eu resolvi assumir isso pro mundo...
Me lembra quando eu comecei a ser quem eu realmente queria ser.
E que complexo uma frase , de uma música, fazer tudo isso. Que complexo!
Acho que hoje, é um bom dia pra postar sobre tudo... não vou me limitar.
Hoje não!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Desabafo de estréia


Essa noite tive um sonho estranho.
Eu estava triste, sentia uma dor que eu não sei descrever e sei que eu chorava, mas um choro insuportável, que não saía dos meus olhos como qualquer lágrima...
Saía do coração.
Eu estava ali, sentada no sofá ouvindo a voz de alguém me falar que ele estava morto,estava lá,abaixo da terra, acima dos meus olhos, se encontrando com aquele ser superior em quem eu sempre acreditei, mas hoje, hoje eu me recusava a crer que Ele, fazia com que eu passasse por aquela dor insuportável da perda.
A dor era intensa, e eu não conseguia repetir nada a não ser uma palavra, aquela que eu aprendi antes mesmo de aprender a falar.
Eu andava por um lugar, mas não andava com os meus pés, eu flutuava sobre ele ... era bem aquele lugar que me assusta até quando o vejo na tv!
Desde ontem eu tive algumas decepções e confesso que sonhos são mesmo o resultado de um dia mal vivido, ou até mesmo, o inconsciente se manifestando sobre algo que tememos.
Esse pesadelo, sonho, viagem da alma ou qualquer coisa do tipo, soube bem como explorar o meu maior medo : A perda daquilo que amo.
Ainda sinto a mesma angústia, a vontade estranha de chorar só de pensar que esse sonho mal, um dia ( e que esse dia demore mil anos ) vai acontecer, e eu, pobre ser vivente não vou saber como agir, e vou ficar ali, estática, chorando, morrendo.
Sei que pra primeira postagem parece mesmo que sofro de uma depressão terrível, e ainda por cima acredito em palhaçadas da mente humana, mas se fosse você no meu lugar também ia querer desabafar, falar que sentiu a dor da perda mesmo sem perder o que você tem de mais valioso.
E o que eu perdi nesse sonho afinal ?
O MEU HERÓI. O único que realmente existe, aquele que cobria os meus pés a noite, que me perguntava mil vezes se eu havia escovado os dentes ...
Sonho maldito, não vai virar realidade. Nem hoje, nem nunca.
E tenho dito.